J0042X Closeup of doctor crossed arms isolated on white background

Candidíase: Entenda o que é!

Candidíase

Primeiro de tudo, a Candidíase é uma infecção causada pelo fungo candida albicans.

Entretanto, a doença ocorre devido a outras espécies não albicans, como:

  • glabota,
  • tropicalis,
  • kusei,
  • parapsilosis,
  • soccharomyces e
  • cerevisae.

Ela é mais conhecida por atingir órgãos genitais.

Mas, apesar do maior número de casos ocorrer em mulheres, também existem casos em homens.

TIPOS DE CANDIDÍASE

Depende do local em que ela aparece.

Uma das formas mais frequentes de candidíase, ocorre em mulheres com o sistema imunológico mais fraco ou com a flora vaginal desequilibrada.

Nesses casos o fungo que já esta presente no organismo consegue se replicar, já que o corpo perde os meios necessários para combate-los.

CANDIDÍASE MASCULINA

Bolonopostite, a candidíase no pênis não tão comum como a candidíase vaginal.

Porém, tem que ser cuidado.

Assim, quando de manifesta, na maioria das vezes o organismo está vulnerável por problemas de saúde.

Certamente, um agente primordial para que o fungo se reproduza em excesso no homem

Além disso, diabetes e higiene precária são fatores comuns.

CANDIDÍASE ORAL

Pode ser diagnosticado em crianças, idosos, diabéticos e em adultos depois de ter contato íntimo sem proteção.

Assim, ela é identificada por pequenas aftas na boca e dificuldade para engolir.

NO ESÔFAGO

Esofagites de causa infecciosa é causada pelo fungo da candida albicans, o mais raro tipo de inflamação no esôfago.

Entretanto, acontece com mais frequência em pessoas com baixa imunidade, portadores de câncer e AIDS.

Além disso, candidíase de esôfago é mais corriqueira em idosos, raramente ocorre em crianças, exceto quando há baixa imunidade.

NA PELE (INTERTRIGO)

É uma infecção causada na pele, que pode aparecer sem outros fatores associados.

Assim, ela acontece principalmente pelo atrito entre as peles criando pequenas lesões que surge em um ambiente propícios como:

  • calor,
  • umidade e
  • alimentação para proliferação de bactérias e fungos.

As partes do corpo que estão mais sujeitas e vulneráveis são as dobras como:

  • axilas,
  • pescoço,
  • virilhas,
  • mamas,
  • nádegas,
  • entre os dedos das mãos e pés,
  • barriga e
  • parte interna das cochas.

CANDIDÍASE INVASIVAS

Esse quadro acontece principalmente em pessoas com sistema imunológico enfraquecido.

Assim, podendo atingir recém nascidos abaixo do peso ou um hospedeiro imunocomprometido, ou seja infecção hospitalar nesse caso.

O fungo atinge a corrente sanguínea podendo afetar qualquer órgão como:

  • válvulas cardíacas,
  • cérebro,
  • baço,
  • rins e
  • olhos causando complicações graves.

Além disso, em alguns casos mais graves, pode evoluir para candidemia podendo ser fatal.

CANDIDÍASE VAGINAL

Candidíase vaginal é o fungo candida.

Esse fungo já existe em pequenas quantidades no organismo da mulher e vive em equilíbrio com a flora vaginal.

Entretanto, alguns fatores podem levar ao seu desequilíbrio no organismo, levando o fungo a se proliferar.

Isso acontece porque as as partes íntimas, zona de dobra de pele, garganta e boca são mais úmidas, comuns ao aparecimento.

NA GRAVIDEZ

Certamente, na gravidez acontecem mudanças na genital.

Assim, ocorre mais vasculização no local, aumento na produção de lactobacilos e mudanças no PH, ficando mais ácido, assim favorecendo a proliferação de fungos e a ocorrência de candidíase.

NO SEXO

Mais importante, a candidíase não é considerada uma doença sexualmente transmissível (DST).

Portanto, homens e mulheres que nunca tiveram relações sexuais podem sim ter candidíase.

Entretanto, é indicado que pessoas em tratamento para candidíase tenha abstinência sexual.

Leia também: Diabetes: Veja o treinamento físico que esta REVOLUCIONANDO o tratamento do Diabetes

Siga nossa Fanpage e receba conteúdos diariamente: Facebook

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui